Kids

A importância dos espaços no desenvolvimento da criança

Ao longo da vida mas sobretudo na infância, vamos atribuindo significados importantes aos espaços que nos rodeiam, principalmente à casa.

Faça esta pequena experiência connosco: feche os olhos, por uns segundos, e junte-se a nós numa curta viagem ao passado. Tente pensar num lugar onde, enquanto criança, adorava estar. Relembre as cores, as texturas, todas as sensações que aquele espaço lhe proporcionava, e a razão pela qual era tão bom estar ali… Vamos arriscar dizer que recordou mais detalhes do que aqueles que esperava, quer tenham sido os cheiros da cozinha da sua avó, quer as gargalhadas do seu irmão enquanto construíam cabanas no quarto que partilhavam. Vamos, ao longo da vida mas sobretudo na infância, atribuindo significados importantes aos espaços que nos rodeiam, principalmente à casa, o sítio onde passamos mais tempo e onde construímos mais memórias.

Infelizmente, num mundo projectado por adultos e para adultos, uma criança pode sentir-se fora de escala, desde a mesa e as cadeiras de refeição que são demasiado altas para ela, ao bebedouro que não consegue alcançar sem ajuda. Apostar num ambiente que seja estimulante e, ao mesmo tempo, seguro e harmonioso, retirando o melhor de correntes como a de Montessori ou a de Waldorf, tem sido uma preocupação de um número crescente de pais. Queremos que a HomeLovers Mag seja um espaço de reflexão sobre estes assuntos, mas que foque também a importância de procurar adaptar estas e outras pedagogias às dinâmicas específicas da cada família e de cada criança. Para decorar os espaços interiores tendo como primeira preocupação o respeito pelos mais pequenos, é essencial compreender as diferentes etapas de desenvolvimento e de que forma é que, em cada uma delas, a criança se relaciona com o ambiente circundante.

homelovers-30

Jim Greenman, que dedicou mais de 30 anos à pesquisa na área da primeira infância, reuniu um conjunto de fundamentos gerais que podemos aplicar aos lugares onde as crianças passam mais tempo. Estes ambientes devem ser:

Ricos em experiência: as crianças precisam de explorar e aprender de uma forma empírica. A infância é a altura da vida onde é essencial experienciar o mundo físico que nos rodeia, mesmo que o resultado seja um ou dois joelhos esfolados. 🙂

Ricos em brincadeira: ao brincar, as crianças integram de uma forma simples e natural novos conhecimentos e experiências nas suas mentes, corpos, emoções e competências sociais. A decoração e a disposição dos objectos no quarto, por exemplo, podem afectar directamente tanto a quantidade como a qualidade das brincadeiras, o que, por sua vez, afecta o desenvolvimento infantil.

Ricos em pessoas: é, evidentemente, essencial que as crianças convivam com diferentes pessoas, principalmente nos primeiros anos. Uma das desvantagens de se viver numa grande cidade, é que muitas vezes se torna mais difícil fazer com que elas tenham contacto com pessoas fora de um círculo controlado de família e amigos. No campo, ou num meio mais pequeno, facilmente temos bastante contacto com uma maior diversidade de pessoas: o senhor do pão, os vizinhos, a senhora da mercearia, etc.

Significativos para os mais pequenos: as crianças precisam de sentir que são importantes e, mais do que isso, que o que fazem é relevante para os outros e não só para elas próprias. Apostar num ambiente que seja feito à sua medida, estimulando a liberdade de escolha e de movimento, pode produzir um impacto enorme no desenvolvimento de valências como a responsabilidade e a autonomia.

Áreas que as crianças podem chamar suas: uma das características mais básicas do ser humano é a necessidade de pertença. As crianças precisam de se sentir próximas de pessoas especiais para elas, de ter objectos familiares e com história, de estar num contexto confortável, propício à construção de memórias positivas e marcantes.

No final, o que realmente importa é que a casa contenha em si um conjunto de espaços pensados com inspiração, planeados com carinho e criados com amor. Esta receita, mais do que outra qualquer, traz efeitos imediatos e de longa duração. Este artigo deixa-nos a porta aberta para tantos outros, nesta categoria onde vão poder encontrar temas que vão desde a segurança ao desenvolvimento social, passando por dicas de decoração e de actividades para ocupar os tempos livres… tudo à volta das crianças e da alegria que elas trazem às casas, às cidades e ao mundo!

Deixar uma resposta