Spots & Cities

O Launch in Lisbon vai aterrar na capital

O programa Launch in Lisbon é a melhor ajuda para quem abrir ou relocalizar a sua empresa em Lisboa. Para sabermos tudo sobre o projecto, falámos com Shannon Graybill, peça fundamental no lançamento desta primeira edição.

Lisboa está a fervilhar com novas ideias e oportunidades, tendo vindo a tornar-se cada vez mais apetecível para empreendedores estrangeiros. Shannon vive e trabalha há quatro anos em Portugal, e acredita que, para além da inegável qualidade de vida que se pode ter no nosso país, “Portugal vive uma conjuntura única no que diz respeito à excelência do trabalho, inovação e talento, ao mesmo temo que os ordenados ainda são baixos comparativamente ao resto da Europa”. Mas a verdade é que cair de pára-quedas numa cidade nova e desconhecida pode ser um grande desafio! Neste sentido, a Startup Lisboa, uma incubadora de empresas fundada há seis anos na capital, criou o projecto Launch in Lisbon, que tem como principal objectivo ajudar empreendedores estrangeiros a estabelecerem-se e a criarem relações, através de workshops práticos com parceiros especializados. Existe, sem dúvida, uma grande necessidade de orientação, principalmente no que diz respeito ao enquadramento financeiro, à legislação laboral e, claro, à área imobiliária. Para isso, foi essencial que a Startup Lisboa estabelecesse parcerias com empresas de confiança, que pudessem dar contributos valiosos e pertinentes: a sociedade de advogados PMLJ, a consultora de negócios Moss & Cooper e a HomeLovers foram escolhidas.

A nossa relação com a Startup Lisboa já vem de há muito, uma vez que a HomeLovers foi um dos seus primeiros membros, tendo dado ali os primeiros passos, feito os primeiros contactos, e até conhecido parte da equipa que se mantém até hoje. Para Shannon, “é espectacular poder voltar a chamar um dos nossos alumni para apoiar um programa para empreendedores”. Considera que a HomeLovers não é apenas especialista no mercado imobiliário, mas é também uma referência para as novas startups que estão a ganhar terreno a nível nacional. Esta é uma oportunidade única de desenvolver uma rede de conhecimentos, ao mesmo tempo que se ganha uma visão abrangente do que é necessário para criar uma estrutura forte e segura no nosso país, uma que potencie o crescimento de um negócio.

Esperam receber empreendedores, startups e pequenas e médias empresas, mas, como adianta Shannon, “honestamente tudo é possível, uma vez que é a primeira vez que o programa vai acontecer”. Estão já previstas mais quatro edições nos próximos anos. As candidaturas estão abertas até ao dia 25 de Outubro e o evento decorre entre 2 e 4 de Novembro! Pode inscrever-se aqui. 🙂

Deixar uma resposta