Stories

samesame – quando uma casa é um passaporte para um mundo novo

Rest, Create & Linger - este é o mote deste projecto que uniu um grupo de amigos em início de carreira e com a cabeça a fervilhar de ideias. Saiba as motivações que levaram à criação do samesame e tudo aquilo que este espaço tem para oferecer. 

Trocando por miúdos, o samesame é um projecto dedicado ao co-living, abarcando também o Beco, um cowork focado nas indústrias criativas. O primeiro conceito pode parecer novidade, mas o co-living já é uma realidade em muitos países e é apontado como uma das tendências do futuro do mercado imobiliário (já falámos disso aqui e aqui). Estes lugares dão corpo à máxima “mi casa, su casa”, uma vez que pressupõem que as pessoas vivam no mesmo espaço físico, com o intuito de desenvolverem ideias e práticas comuns, num ambiente multicultural. Esta é uma opção para uma mescla de jovens até aos 40 anos, desde trabalhadores expatriados e nómadas digitais, a artistas e estudantes. Mas não só! Não há barreiras nesta nova forma de viver as cidades: só é preciso ter um espírito aberto e vontade de conhecer, viver e criar em harmonia e comunhão.

Quem decide morar no número 214 da rua da Madalena não tem de se preocupar com nada, é chegar e viver. Toda a mobília e peças de decoração foram, como as fotografias espelham, criteriosamente escolhidas.A inspiração no design nórdico da década 60/70 é clara e não mero acaso, uma vez que, para além de se identificarem com a estética, também partilham muitos dos valores deste movimento, como a simplicidade, igualdade, coragem e alegria de viver. Não esquecendo também a referência histórica: o co-living vai beber muito ao cohousing dinamarquês dos anos 70, definido pela pela criação de comunidades que, mesmo tendo moradias privadas, partilhavam o mesmo terreno urbano, áreas comuns, produtos, etc., apoiando-se mutuamente.

detalhe

Na base de tudo o que é o samesame estão não só os três jovens que dão a cara – Gonçalo Caldeira na gestão, Gonçalo Lopes nas operações e eventos e Filipa Meirelles no marketing e gestão da marca -, mas também um conjunto alargado de amigos na mesma faixa etária (menos de 30 anos), que ajudaram a (literalmente) edificar a ideia. Toda esta sinergia que existe desde o dia 1 faz com que o ambiente ainda se torne mais fértil, criativo e comunitário. Mas a acção do samesame não se resume apenas a tudo o que já falámos, existe também uma programação cultural aberta aos residentes e a todos aqueles que queiram visitar o espaço. Aulas de yoga, conferências, workshops e sessões de cinema – aconselhamos a que fique atento às páginas de Instagram e de Facebook. A aposta em parcerias com instituições e associações do bairro, como a Renovar a Mouraria, que partilhem a mesma visão e com quem possam cooperar para um objectivo comum é essencial. Estas mentes brilhantes continuam em ebulição e, para breve está a inauguração de um bar e restaurante, de um “jardim” para os eventos e até um cowork exclusivamente para tatuadores. Num futuro próximo, o projecto de co-living irá também estender-se ao edifício contíguo. <3

Neste momento, os residentes do samesame vêm de países como a Bélgica, Itália, França, Irlanda, Sri Lanka e, claro, Portugal. 🙂 Através da HomeLovers, é possível arrendar três tipologias diferentes: T0 || T1 + 1 || T2. As casas estão, como já referimos, mobiladas, equipadas e decoradas, todas têm roupeiros, vidros duplos, ar condicionado e vista sobre a cidade de Lisboa. Pode ver mais fotografias e saber mais informações através dos seguintes links:

T2 – https://www.homelovers.com/A149931/Lisboa-Santa-Maria-Maior-T2-79m2

T1 + 1 – https://www.homelovers.com/A149933/Lisboa-Santa-Maria-Maior-T1-73m2

T0 – https://www.homelovers.com/A149932/Lisboa-Santa-Maria-Maior-T0-41m2

Se partilha desta forma de estar e quer saber mais sobre este projecto que quer tornar Lisboa ainda mais interessante e de portas e janelas abertas para o exterior, entre em contacto connosco: lisbon@homelovers.pt ou 913470147.

Deixar uma resposta