Inside

Os 10 mandamentos do design de interiores

Decorar pode ser, como sabe, uma dor de cabeça. As possibilidades são infinitas e, apesar de isso significar que é uma área super criativa, pode deixar-nos perdidos. Estes 10 conselhos não têm de ser cumpridos, claro, mas podem ajudar!
  1. Deverás pôr a função antes da forma 

O factor mais importante quando vamos decorar uma divisão é compreender bem a utilização que lhe vamos dar. O layout deve reflectir isso mesmo. Por exemplo, podemos adorar o conceito de ter dois sofás frente a frente, mas se a actividade mais habitual naquele espaço é ver televisão, esta não será a opção indicada.

  1. Amarás TODAS as casas da mesma forma 

Deve decorar todas as casas, mesmo se estiver a lá viver temporariamente. Não é preciso gastar rios de dinheiro, mas garantimos que, se escolher ignorar as coisas de que não gosta e evitar deixar a sua marca, vai-se sentir triste sempre que entrar pela porta. Não há desculpas: mesmo os arrendamentos merecem amor!

image_4.png

  1. Não terás medo da cor

Cores e texturas podem dar um ar fresco a qualquer divisão. É certo e sabido que trazer cores alegres é a melhor forma de varrer a melancolia para um canto. Claro que não precisa de pintar uma parede de vermelho, às vezes uns detalhes coloridos – almofadas, jarras, um tapete – fazem toda a diferença!

image_3.jpeg

  1. Nunca esquecerás a máxima: menos é mais

É bastante fácil cair na tentação de ficar entusiasmado com a decoração de um quarto vazio, acabando por atafulhá-lo. Uma das coisas mais importantes é deixar espaço para que as pessoas possam fluir e circular.

familia.jpeg

  1. Deverás investir em peças versáteis

Escolher mobiliário versátil, ao invés de apostar em itens que se ajustem na perfeição à casa onde vive neste momento, pode ser inteligente. Isto dar-lhe-á muito mais liberdade. Quer em adaptar diferentes peças a diferentes espaços quando quiser redecorar, quer se mudar de casa.

  1. Usarás as paredes

Pendurar arte nas paredes torna qualquer casa mais nossa. Não é preciso gastar muito dinheiro, pode ate aproveitar os desenhos dos seus filhos, sobrinhos, primos ou netos! Leia este nosso artigo com formas criativas de integrar estas obras de arte na decoração. Caso não seja adepto de furar as paredes, recomendamos este artigo que evita a ida à arrecadação para ir buscar o martelo e os pregos.

image_5.png

  1. Criarás zonas

Numa área mais espaçosa, pode usar as peças de mobiliário para criar zonas mais confortáveis para um uso específico. Um tapete e um grupo de cadeiras cria uma zona propícia para longas conversas, o simples acto de virar as costas de um sofá para o resto da divisão faz com que se delimite logo a sala de estar – só para dar dois exemplos.capa.jpeg

  1. Nunca descorarás o equilíbrio

Quer seja adepto da simetria, quer se irrite com harmonia em demasia, haver algum equilíbrio é essencial em qualquer espaço. Contrapor uma grande peça de mobília com duas mais pequenas, por exemplo, pode ser uma forma de satisfazer os dois mundos. Junte cor e padrões neste jogo de equilíbrios e temos a certeza de que se sentirá logo mais zen. 🙂

  1. Prestarás devoção às plantas

Não nos cansamos de falar da importância das plantas para o nosso bem-estar geral. Leia ou releia aqui o nosso artigo sobre os benefícios de ter plantas no interior e quais as mais indicadas.

mobilada.jpeg

  1. Nunca esquecerás quem vive nesta casa!

Pode ler a quantidade de mandamentos que quiser, mas lembre-se que todas as regras podem ser quebradas. O mais importante é que viva num sítio onde se sinta bem, mesmo se for contra tudo o que está nesta lista. Faça várias experiências, a magia da decoração é que pode ser mudada sempre que quiser, não há compromissos! 🙂

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: